Formato de arquivos

Atualizado 8 anos atrás
Este é um arquivo de manual escrito para o MuseScore 1
Navegue até a página do manual do MuseScore 2: File formats

O MuseScore suporta uma grande variedade de formatos de arquivo, que lhe permitem compartilhar e publicar partituras no formato que se adequar melhor às suas necessidades. Você pode importar arquivos via ArquivoAbrir... e exportar via ArquivoSalvar Como.... Além dos formatos relacionados abaixo, você pode salvar e compartilhar suas partituras na Internet no MuseScore.com ArquivoSalvar Online....

Formatos nativos do "MuseScore

Formato MuseScore compactado (*.mscz)
MSCZ é o formato de arquivo MuseScore padrão e recomendado para a maior parte dos usos. Uma partitura salva nesse formato ocupa muito pouco espaço em disco, mas preserva todas as informações necessárias. O formato é uma versão dos arquivos .mscx comprimido em ZIP e inclui imagens.
Formato MuseScore (*.mscx)
MSCX é a versão descompactada do formato de arquivo MuseScore, usado nas versões 0.9.5 e posteriores. Uma partitura salva nesse formato não perderá nenhuma informação exceto imagens; além disso, ele é recomendado se você precisar editar manualmente o formato, usando um editor de texto. Versões anteriores do MuseScore usavam a extensão MSC. No entanto, o MSC entra em conflito com um formato de arquivo usado pelo Microsoft Windows, e é bloqueado por alguns provedores de e-mail. A nova extensão, MSCX, substitui a extensão MSC devido aos problemas supracitados.

Nota: O MuseScore não empacota as fontes junto ao arquivo. Se quiser compartilhar um arquivo do MuseScore, escolha uma fonte para seu texto que tenha sido instalada no computador destino. Quando um computador não tem as fontes especificadas em um arquivo, o MuseScore usa uma fonte substituta no lugar dela. A fonte substituta terá certamente uma aparência diferente.

Arquivos de backup do MuseScore

Arquivo de backup do MuseScore (.*.mscz, or .*.mscx,)
Arquivos de backup são criados automaticamente e são salvos na mesma pasta de arquivo do seu arquivo MuseScore. O arquivo de backup adiciona um ponto no início do nome do arquivo (.) e uma vígula (,) no final (por exemplo, se seu arquivo se chama "untitled.mscz", então a cópia de segurança se chama ".untitled.mscz,"). A cópia de segurança contem a versão previamente salva do arquivo e pode ser importante se sua cópia normal estiver corrompida ou se precisar ver uma versão ligeiramente anterior da sua partitura. Para abrir um arquivo de backup do MuseScore, você precisa renomear o arquivo removendo o ponto e a vírgula. Como ele está armazenado na pasta do seu arquivo normal, será necessário dar a ele um nome único (por exemplo, pode mudar o nome ".untitled.mscz," para "untitled-backup1.mscz").

Se estiver usando Linux, terá que mudar sua configuração de visualização para "exibir arquivos ocultos" para poder ver os arquivos de backup do MuseScore.

Impressão e leitura (Exportação apenas)

PDF (*.pdf)
Portable Document Format (PDF) é ideal para compartilhar sua partitura com quem não precisa editar a música. A maioria dos usuários já tem um leitor de PDF no computador, e portanto não precisam instalar nenhum programa extra para ver sua partitura.
PostScript (*.ps)
PostScript (PS) é uma popular linguagem de descrição de página usado em impressão profissional.
PNG (*.png)
Portable Network Graphics (PNG) é um formato de imagem bitmap amplamente suportado em Windows, Mac OS, Linux. Este formato de imagem é particularmente popular na web. Partituras com várias páginas exportam um arquivo PNG para cada página.
O MuseScore cria as imagens como elas apareceriam em páginas impressas. Se quiser criar imagens com os itens que só aparecem na tela como quadros, notas invisíveis e as cores das notas fora da tessitura, vá até EditarConfigurações... (Mac: MuseScoreConfigurações...), clique na aba Exportar e marque a caixa "função captura de tela".
SVG (*.svg)
Scalable Vector Graphics (SVG) pode ser aberto pela maioria dos navegadores da internet (espera-se Internet Explorer) e pela maioria dos softwares gráficos. No entanto, a maior parte dos softwares SVG não dá suporte a fontes inseridas; devido a isso, as fontes MuseScore apropriadas precisam ser instaladas para ver esses arquivos corretamente

Ouvir (Exportação apenas)

Áudio WAV (*.wav)
WAV (Waveform Audio Format) é um formato de áudio não comprimido desenvolvido pela Microsoft e pela IBM mas largamente suportado por aplicativos para Windows, Mac OS, e Linux. Esse é um formato ideal para a criação de CDs já que não há perda de qualidade sonora no ao salvar o arquivo. Entretanto, o tamanho dos arquivos WAV torna difícil compartilhá-los por email ou pela Internet. Essa opção de exportação está disponível nas versões 0.9.5 ou posteriores.
Áudio FLAC (*.flac)
Free Lossless Audio Codec (FLAC) é um formato de áudio comprimido. Os arquivos FLAC têm aproximadamente metade do tamanho dos arquivos de áudio sem compressão, mantendo praticamente a mesma qualidade. O Windows e o Mac OS não têm suporte nativo para o FLAC, mas softwares como o VLC media player podem tocar arquivos FLAC em qualquer sistema operacional. Essa opção de exportar está disponível a partir da versão 0.9.5.
Ogg Vorbis (*.ogg)
Ogg Vorbis é como um substituto sem patentes para o popular formato MP3. Como o MP3, os arquivos Ogg Vorbis são relativamente pequenos (normalmente um décimo do arquivo não compactado) mas há alguma perda de qualidade. Windows e Mac OS não dão suporte nativo a Ogg Vorbis. Entretanto, programas como o VLC media player e o Firefox 3.5 ou posterior pode executar arquivos Ogg em qualquer sistema operacional. Essa opção de exportação está disponível nas versões 0.9.5 ou posteriores.

Compartilhar com outros programas de música

MusicXML (*.xml)
MusicXML é o padrão universal para partituras e pode ser usado na maioria dos editores de partitura disponíveis atualmente, incluindo Sibelius, Finale, e mais de uma centena de outros. É o formato recomendado para compartilhar sua partitura entre diferentes editores.
MusicXML compactado (*.mxl)
MusicXML compactado cria arquivos menores do que o MusicXML normal. MusicXML compactado é um padrão novo e não possui tanto suporte para os atuais editores de partitura.
MIDI (*.mid)
Musical Instrument Digital Interface (MIDI) é um formato amplamente suportado por sequenciadores e softwares de notação musical. No entanto, os arquivos MIDI são designados para playback, não para o layout de partituras, e portanto não não contêm informação sobre formatação, alterações de acidentes, vozes, ornamentos, articulações, repetições ou tonalidades, entre outros. Para compartilhar arquivos entre softwares de notação musical diferentes, use o formato MusicXML. Se tudo o que você quer é tocar o arquivo, use MIDI.
LilyPond (*.ly)
O formato LilyPond pode ser aberto pelo editor de partituras Lilypond . Entretanto, exportar para LilyPond é incompleto e ainda está em fase experimental nas versões atuais do MuseScore.
MuseData (*.md) (Importação apenas)
MuseData é um formato desenvolvido por Walter B. Hewlett iniciado em 1983 como uma forma antiga de compartolhamento de notação musical entre programas. Tem se tornado obsoleto em função do formato MusicXML, mas muitos milhares de partituras ainda estão disponíveis na Internet nesse formato.
Capella (*.cap) (Importação apenas)
Arquivos CAP são criados pelo editor de partituras Capella. O MuseScore importa estes arquivos de forma bastante satisfatória.
Bagpipe Music Writer (*.bww) (Importação apenas)
Arquivos BWW são criados pelo editor de partituras Bagpipe Music Writer. Essa opção de importação está disponível nas versões 1.0 e posteriores.
BB (*.mgu, *.sgu) (Importação apenas)
Arquivos BB são criados pelo programa de arranjos musicais Band-in-a-Box. O MuseScore inclui suporte experimental à importação de arquivos BB.
Overture (*.ove) (Importação apenas)
Arquivos OVE são criados pelo editor de partituras Overture. Esta opção experimental de importação está disponível nas versões 0.9.6 e posteriores.